30 de julho de 2009

VITÓRIA DE SANTO ANTÃO - PE


Estive ali nesta cidade por três semanas em missão religiosa. O nome da cidade é um marco da história do Brasil. Ali, no monte da Tabocas, ocorreu uma batalha decisiva entre brasileiros+portugueses+índios e os invasores holandeses. A vitória brasileira ocorreu no dia de Santo Antão, afamado monge católico. A fé dos combatentes atribuiu a vitória à ajuda do Santo. Por isso, a vila de então recebeu o nome de Vitória de Santo Antão.
Minha missão religiosa foi profundamente gratificante. Não houve um dia sequer, dos vinde e um dias vividos ali, que eu não tivesse colhido alegrias e gratificações no meu ministério.
Celebrar a Santa Missa e pregar a Palavra de Deus, cada dia, no Colégio Nossa Senhora da Graça, com a presença das irmãs Damas da Instrução Cristã, com a capela cheia de fiéis piedosos, e com a animação de músicos e cantores excelentes, foi uma bênção e um avivamento espiritual diário e compensador.
Pregar um pequeno e suave retiro de cinco dias para o grupo das imãs idosas do colégio, percebendo nelas o silêncio religioso profundo, a piedade religiosa entranhada, a abertura de participar da oração espontânea nas adorações a Jesus presente na Eucaristia, foi outra missão realizada com muito carinho e com gratificação. Eu amo essas irmãs!
Uma noite de pregação para cento e vinte ministros da Eucaristia, celebrar a Santa Missa de encerramento para o Encontro de Casais com Cristo, (ECC) com a chance de pregar sobre a importância do amor afetivo na vida dos casais e das famílias, foram outras duas atividades muito gratificantes.
A missão mais densa foi o Seminário: “Coração Pleno de Amor: Vida Sadia”. Iniciou-se na sexta-feira e se estendeu até domingo à tarde. Uma participação exemplar, atenta, piedosa e cantante de mais de setecentas pessoas. Pregações sobre o “amor efetivo e afetivo”, para o qual fomos criados, e que é a fonte da verdadeira realização humana; sobre os obstáculos à vida de amor pessoal e familiar; sobre como curar as “feridas causadas pelo desamor”; a importância de curar o coração para se poder amar; o treinamento com dinâmicas dramatizadas para curar o coração ferido; a adoração a Jesus na Eucaristia com momentos fortes de intercessão; as três celebrações eucarísticas intensamente participadas, formaram o programa do seminário.
Os frutos do seminário deverão ser produzidos por muito tempo, pois a tônica de participação foi “convencer os participantes” a realizarem em suas vidas o que foi ensinado. “Passar a pomada de Jesus nas feridas, muitas vezes, até que as dores das mágoas, das raivas, dos ódios, das vinganças, das tristezas, dos ressentimentos desapareçam, as feridas fiquem curadas, e a paz do coração se torne uma presença constante”.
Realizar uma missão sacerdotal como essa é o que satisfaz plenamente meu coração, e o que dá a verdadeira gratificação pelo trabalho realizada.
A acolhida, a amizade e o carinho demonstrado por esse povo tão afetuoso, tão alegre, cheio de fé cristã e tão agradecido pelos mínimos favores recebidos, faz que não se sinta vontade de deixá-los, e faz com que a saudade comece a se fazer sentir antes mesmo de se sair de sua convivência.

5 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Quão grandioso foi este seminário e abençoada a sua estada por Vitória de Santo Antão, Pe. Alírio.
A despedida nesta quarta-feira na Santa Missa das 7:00h foi para mim, sem dúvida alguma, o sinal de que o Senhor DEUS derramou bençãos e graças para mim e minha família.
Só tenho que agradece-lo Pe. Alírio pelos ensinamentos e pela pessoa de bem que o senhor é. Através do senhor, o espírito santo de DEUS falou ao meu ouvido e eu atendi ao seu chamado. Parei de beber desde o dia 12/07, após um assalto ocorrido comigo e doravante só tenho recebido glórias e bençãos de DEUS, que começou com este seminário, depois com as Santas missas celebradas pelo senhor.
Que DEUS lhe dê muita saúde para evangelizar muitas e muitas pessoas por este mundo afora.
Muito obrigado por tudo, Pe. Alírio.
Eugenio Augusto da Cunha Lima

30 de julho de 2009 23:03  
Blogger Daniela disse...

Pe Alírio, obrigada por sua estada em minha cidade, e obrigada principalmente por seus ensinamentos, pelo seminário que fez, em muito, aumentar a minha fé, e acreditar, que com intercessão do Espirito Santo, Deus se faz presente a cada momento em nossas vidas e cura todas as nossas feridas. Espero, ansiosa, por mais uma vinda sua a nossa Vitória de Santo Antão.

31 de julho de 2009 10:58  
Anonymous Anônimo disse...

Querido Padre Alírio foi uma grande benção sua vinda a Vitória, momento de muitas graças para o nosso povo vitoriense e também para nós irmãs.
Sabemos que sua presença é um dom de Deus para a Igreja e com certeza você irá continuar fazendo florir o amor de Deus nos corações. Nosso agradecimentro sincero e um abraço carinhoso e saudoso. Ir. Eliane e comunidade N. Senhora da Graça

31 de julho de 2009 21:58  
Anonymous Luciana Vasco disse...

Queridos irmãos, queremos aqui dar um breve testemunho. Somos de Escada-PE e moramos em Vitória de Santo Antão desde janeiro de 2008, e, desde então, nos sentíamos muito sós. Para nós, a passagem de Pe. Alíro por aqui foi como um oásis no deserto, pois, não temos parentes aqui e conhecemos pouquíssimas pessoas. Como veículo maravilhoso nas mãos do Espírito Santo, Pe. Alírio fala direto aos nossos corações, pois o que sai de sua boca, são palavras do próprio Deus. Eu já o conhecia de um retiro para mulheres que ele ministrou em João Pessoa, mas meu marido só o conhecia de me ouvir falar, ele também ficou encantado com a sabedoria e doçura desse padre. A cada dia de celebração, nos surpriendíamos mais com o Amor de Deus sendo derramado e por tão linda intimidade que Pe. Alírio tem com o Senhor. Recebemos uma benção especial, uma benção familiar linda, nós e nossos filhos. Estamos com o coração revigorado, tenho certeza de que o Senhor derramou em nós um bálsamo de cura e amor. Nossa família agradece a Deus pelas graças derramadas através de Pe. Alírio, que Jesus e Nossa Senhora o protejam muito, um abraço fraterno, Nivaldo e Luciana.

3 de agosto de 2009 09:39  
Blogger Roberta disse...

Pe. Alirio, tenha certeza que todas as vezes que vier a Vitória,vai colher muitos frutos deste seminário. O amor de Deus que foi derramado pela sua pessoa, está dando para sentir ainda nos dias presentes. Eu particularmente me senti muito abençoada neste seminário, senti que o Senhor fez maravilhas em mim e lhe agradeço por ser está pessoa que fala de Deus de um jeito tão simples que faz nascer dentro de cada um de nós uma vontade muito grande de também sermos vedadeiramente amigos de Jesus como o senhor o é.Que Deus continue abençoando cada dia mais o seu sacerdócio e o Divino Espirito Santo cada dia lhe use mais para propagar a fé em Deus. Amém.

5 de agosto de 2009 00:03  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial