27 de janeiro de 2010

SE ARREPENDIMENTO MATASSE



Muitas pessoas carregam o pesado fardo do remorso, da autocondenação, da raiva ou mágoa de si mesmos, da vergonha por erros cometidos, por fracassos ou quedas acontecidas. Esses sentimentos de autodesamor geram um clima psicológico e emocional muito ruim e prejudicial para a própria pessoa, bem como dificuldades a todo bom relacionamento, como também criam problemas à saúde física.
Uma forma simples, mas poderosa e eficaz de curar todos esses sentimentos de auto-desamor é a prática do auto-perdão. O perdão dado a si mesmo, perdão generoso, misericordioso e repetido muitas vezes, é capaz de curar profunda e complemente todos os sentimentos de auto-desamor.
É preciso compreender que perdoar-se não é apenas justificar-se, racionalizar os erros cometi-dos, pôr panos quentes, ou isentar-se de culpa. Perdoar-se é reconhecer o erro, reconhecer que agiu de forma equivocada e negativa, que causou prejuízos a si ou a outras pessoas e, por ter errado, tomar a decisão consciente de absolver-se, de perdoar-se dos erros cometidos.

A cura pelo autoperdão
Como concretizar essa terapia do autoperdão? - Você procura um lugar silencioso, como: seu quarto, a sala da casa, o escritório ou uma igreja. Concentra-se. Ora por uns instantes e pede a Jesus a força interior de poder perdoar-se profundamente. Em seguida, fala consigo mesmo, diz seu próprio nome e perdoa-se detalhadamente de tudo quanto seu coração o acusa. Perdoa-se, absolve-se dos erros cometidos e de suas conseqüências. Por exemplo: “Eu, Joacir, me perdôo de todo coração por ter ofendido tão gravemente minha esposa, na discussão que tivemos. Eu me perdôo de todo coração. Eu me perdôo por tê-la agredido com palavras tão duras. Perdôo-me por tê-la entristecido tanto, e tê-la feito chorar tanto. Eu me perdôo por ter criado aquele clima tão triste e penoso dentro do lar. Eu errei muito, mas eu me perdôo de todo coração”.
Dessa forma, você vai se absolvendo de tudo aquilo que está sendo causa de seus sentimentos de auto-desamor. Você pode percorrer toda sua vida e perdoar-se dos possíveis erros cometidos contra seus pais e irmãos, contra o cônjuge e filhos, contra sua própria pessoa, ou contra outros.
É importantíssimo repetir essa terapia mais vezes. Uma ou duas vezes ao dia, até sentir-se pro-fundamente perdoado, curado e liberto de todo autodesamor. O segredo da cura está na “repetição” do auto-perdão.
Curar-se de todos os sentimentos de auto-desamor é uma bênção para sua própria vida.

Marcadores:

1 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Olá Pe.Alírio, um bom dia com a Graça e Benção de Deus...
Muito bom seus artigos, de um modo especial, esses sobre libertação interior... Há um tempo atrás tive sérios problemas por ter dificuldade de aceitar meus próprios erros, não conseguia me perdoar... hj ando melhor, mas seus dois últimos artigos parecem que vieram como que completar a Ação que DEUS começou em meu coração. Vou procurar lembrar de incluir essa oraçãozinha que o senhor ensina aqui, nas minhas orações da noite. Obrigada!
Deus lhe abençoe e lhe conceda tudo aquilo que mais precisa na realização de seu sacerdócio.
Abraços
Mery

1 de fevereiro de 2010 09:01  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial