19 de abril de 2010

A ADMIRÁVEL JOVEM DE NAZARÉ


Maio: mês das flores, mês das noivas, mês das mães, eternamente mês de Maria. Eis que tudo isso tem a ver com os jovens e com Maria.
Com os jovens. Mês das flores: os jovens são flores que desabrocham para a vida. Mês das noivas: os jovens sonham com uma plena realização no casamento. Mês das mães: os jovens anseiam frutificar seu amor gerando vida, filhos. Mês de Maria: os jovens podem olhar para Maria, o modelo perfeito de juventude realizada.
Com Maria. Mês das flores: Maria é a mais bela flor humana que brotou no jardim do nosso planeta. Mês das noivas: Maria, a noiva mais perfeita, mais virgem e mais assumida que já existiu. Mês das mães: Maria, a mãe do coração mais belo, desejado e conquistado por um filho que só poderia ser, também, filho de Deus. Mês das mães: Maria, a mãe e mestra, modelo eternamente inspirador de todas as mães. Mais. Exemplo vivo para todos os jovens.
Maria, modelo de mulher liberta e assumida. Liberta das garras do pecado das origens com suas consequências tão funestas. Liberta dos farisaísmos e legalismos de sua época e de seu povo. Liberta de si mesma e de seus projetos para dizer o SIM ao acolhimento do Salvador. Liberta da posse de seu próprio filho para poder entregá-lo à humanidade, e até à morte de cruz, pois essa era sua missão. Mulher liberta por excelência, e por isso, feliz.
Qual o jovem que, ao conhecer a grandeza do coração dessa jovem tão liberta, tão livre, tão assumida, não deseja ser um pouco como ela? E pode sê-lo, pois descobre que o segredo está no amor. O amor, o verdadeiro amor, o amor a Deus e aos irmãos é que torna o coração livre e capaz de ficar parecido com a jovem de Nazaré. A beleza e a grandeza dessa jovem está na qualidade e na dimensão de seu amor.
Maria, exemplo de jovem mulher de fé. Liberta e assumida, podia e sabia crer. Sabia crer em seu Deus. Mesmo quando Ele lhe disse absurdos como: “ficar grávida sem uma relação sexual”, engravidar por obra do Espírito Santo. Ela sabia que para seu Deus, nada era impossível, ou tudo era possível. Porque acreditou, o Senhor fez nela maravilhas, como em nenhuma outra mulher.
Qual o jovem que, ao contemplar essa jovem de fé sem limites, não descobre a maravilha de crer no Deus vivo, que é amor, que a todos ama com amor eterno e divino, que tudo pode, e quer realizar grandes coisas nos que nele crêem?
Maria, mestra de oração. Sua alegria era falar com Deus. Sua oração era estar mergulhada em profundo amor com seu Deus: com o Deus criador de todas as maravilhas do planeta terra e do universo; com o Deus Salvador da humanidade, mesmo quando ele estava em seu ventre, ou sendo amamentado per ela, ou sendo educado, alimentado, orientado por ela. Ela falava também com o Deus-amor, o Espírito divino que a tinha engravidado e feito mãe.
Qual o jovem que, olhando para Maria orante, não fica com vontade de, como ela, mergulhar em Deus, falar com Deus? Com o Deus vivo, com o Deus amor, com o Deus que mora no coração?
Maria, modelo de humildade, de fidelidade, de amor ao próximo, de trabalho, de dedicação, de esperança, de alegria, de otimismo, de idealismo, de garra para alcançar seus objetivos, de docilidade à vontade de Deus, de firmeza diante da busca do bem, ou da repulsa a todo mal. Maria, modelo de todas as virtudes.
Qual o jovem que ao conhecer pessoalmente esta jovem de Nazaré não ficará fascinado por ela, e desejoso de lhe ser semelhante?

Pe. Alírio José Pedrini
Blorg: www.padrealiriopedrini.com

Marcadores:

1 Comentários:

Anonymous RAFAEL MARCOS GARCIA disse...

PARABÉNS PELO SITE. JESUS TE AMA. ESPAÇO GOSPEL, REUNA SEU GRUPO DE ORAÇÃO E PASSE UM DIA EM FRENTE A PRAIA NO ESPAÇO GOSPEL ECUMENICO, COM BILIAS E CDS GRATUITOS. TUDO QUE VEM DE GRAÇA SERÁ DADO DE GRAÇA. EM NOME DE JESUS AMÉM. ME MANDE UM E-MAIL rafa@mp.rj.gov.br

21 de janeiro de 2013 15:26  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial