22 de junho de 2013

AS VERDADES DA FÉ CATÓLICA

O SANTÍSSIMO NOME: JESUS

        Em nossa profissão de fé afirmamos que “cremos em Jesus Cristo.
O nome “Jesus” foi escolhido e veio da parte de Deus Pai, portanto veio do céu. O Pai eterno encarregou o Arcanjo Gabriel a anunciar a Maria de Nazaré (Lc 1,31) e ao seu esposo José (Mt 1,21) que o nome do menino seria Jesus.
  O nome original em hebraico é “Ieshuah”, que se traduz para o português como Salvador. O Pai celeste quis que o nome de seu Filho revelasse a sua missão no planeta terra, junto da humanidade. Jesus foi enviado pelo Pai ao nosso planeta para ser o “Salvador” da humanidade, para salvar o ser humano de toda incredulidade, de todo pecado, de toda maldade, de todo vício e erro, a fim de que o ser humano possa, depois da vida terrena, ser salvo para a vida eterna. Portanto, o nome de Jesus indica a sua missão na humanidade.
  A humanidade foi criada inicialmente para uma comunhão de amor com Deus Trindade, e com isso gozar a verdadeira e plena felicidade. Essa realidade é representada pela “parábola” bíblica do Paraíso Terrestre. Pelo pecado cometido contra Deus, Adão e Eva perderam a comunhão com Ele, perderam a felicidade, perderam o paraíso do coração.
A partir desse pecado das origens, a humanidade mergulhou no mundo do pecado, na realidade de todos os males que existem sobre a face da terra, em toda a humanidade. Basta lembrar, mesmo que rapidamente, todos os males que existem hoje na humanidade começaram em Adão e Eva.
Diante de todos os males e de toda a infelicidade dos seres humanos, o Pai Celeste sentiu compaixão e se propôs salvar a humanidade, enviando-lhe o seu Filho único, que entre nós recebeu o nome de Jesus, Salvador.
Jesus veio. Por sua vida, seus mandamentos, seus ensinamentos e seus conselhos, Jesus revelou todos os segredos a respeito de Deus, a respeito do ser humano e de seu destino eterno, a respeito de como o ser humano deve viver para se salvar.
A fim de resgatar o ser humano dos seus pecados e de seus males, a fim de alcançar o perdão divino, e a fim de reconciliar a humanidade com  Deus Trindade, o Pai eterno exigia que seu Filho Jesus se entregasse até a morte de cruz, e ressuscitasse.
Pelo dom total de sua vida até a morte de cruz, Jesus tornou-se o Salvador da humanidade e de cada ser humano em particular. A condição para alcançar a salvação é: crer em Jesus Cristo, crer e obedecer aos seus mandamentos e ensinamentos,  viver uma vida terrena de acordo com esses mandamentos e ensinamentos, nos caminhos sacramentais da Igreja de Jesus Cristo.
O nome de Jesus é poderoso para perdoar, libertar e curar, porque Jesus adquiriu esse poder pelo dom total de sua vida até a morte de cruz. Jesus tem o direito e o poder de salvar a todo aquele que nEle crê, que lhe obedece e vive segundo os Seus ensinamentos.
A salvação de Jesus se manifesta em primeiro lugar como perdão para os pecados de todo aquele que os reconhece, se arrepende e pede perdão. Isto durante toda a vida terrena. Em segundo lugar, a salvação de Jesus se manifesta pelo poder libertador de todas as escravidões vindas do demônio, das falsas religiões, das contaminações espirituais e dos vícios pecaminosos. Em terceiro lugar, a salvação de Jesus se manifesta na libertação e cura de todos os problemas e males psicológicos e emocionais que geram pecados. Por fim, a salvação de Jesus se manifesta na cura de problemas e males físicos que geram pecados. O nome de Jesus tem poder!

Jesus é o Salvador do ser humano que nEle crê firmemente e vive sua fé nEle, durante a sua vida terrena..

1 Comentários:

Anonymous yanese disse...

JESUS E MEU SENHOR E SALVADOR

23 de junho de 2013 14:20  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial