20 de outubro de 2014

Oração do coração amargurado.

Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?
E permaneceis longe de minhas súplicas 
e de meus gemidos?*
Meu Deus, clamo de dia e não me respondeis;
 imploro de noite e não me atendeis.

Entretanto, vós habitais em vosso santuário,
vós que sois a glória de Israel.
Nossos pais puseram sua confiança em vós,
esperaram em vós e os livrastes.

A vós clamaram e foram salvos;
confiaram em vós e não foram confundidos.
Eu, porém, sou um verme, não sou homem,
o opróbrio de todos e a abjeção da plebe.

Todos os que me vêem zombam de mim; d
izem, meneando a cabeça:
Esperou no Senhor, pois que ele o livre,
que o salve, se o ama.*

Sim, fostes vós que me tirastes das entranhas
 de minha mãe
e, seguro, me fizestes repousar em seu seio.
Eu vos fui entregue desde o meu nascer,
desde o ventre de minha mãe vós sois o meu Deus.
Não fiqueis longe de mim, pois estou atribulado;
vinde para perto de mim, porque não há quem me ajude.
 (Sl 21,2-12)


1 Comentários:

Anonymous yanese disse...

Excelente

22 de outubro de 2014 11:59  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial